sábado, 17 de dezembro de 2016

"Para Viver um Grande Amor" - Vinícius de Moraes (1962)

Este é mais um título da breve, porém marcante, "Editora do Autor" de Rubem Braga e Fernando Sabino. A Editora do Autor nasceu em 1960, virou Sabiá em 1967 e foi vendida para a José Olympio em 1971. Nestes 11 anos de atividade marcou profundamente a cena literária Brasileira. 

Esta obra mistura crônica e poesia de forma deliciosa e deixou marca especial pois foi lançada, em grande estilo, simultaneamente com outras 4 obras das estrelas maiores da Editora do Autor.

No dia 18/11/1962 (vide foto abaixo) o diário da manhã informa que no dia 26/11/1962, as 20 horas, a Editora do Autor lançaria 5 livros: "Para Viver um Grande Amor" de Vinícius de Moraes; "A Mulher do Vizinho" de Fernando Sabino; "Homenzinho na Ventania" de Paulo Mendes Campos; "O Retrato na Gaveta" de Otto Lara Resende; e "A Bolsa e a Vida" de Carlos Drummond de Andrade. A festa foi realizada no Clube dos Marimbás na Avenida Atlântica, Posto 6, Copacabana - Rio de Janeiro.

O exemplar número 1912, em minha coleção, foi autografado e dedicado naquela noite pelos cinco autores das obras lançadas.

Na ordem:
1-Vinícius de Moraes
2- Otto Lara Resende
3- Carlos Drummond de Andrade
4- Fernando Sabino
5- Paulo Mendes Campos



Capa da obra.

Detalhe lombada.

Contra capa.

Folha de ante rosto com dedicatórias dos cinco
autores lançando naquela noite de 26/11/1962

Detalhe dos autografos de Vinícius de Moraes,
Otto Lara Resende, Carlos Drummond de
Andrade, Fernando Sabino e
Paulo Mendes Campos.



Exemplar número 1912.

Folha de rosto.


Bibliografia de Vinícius de Moraes até a data.


A Editora do Autor.

Data da impressão.

Obras lançadas naquela noite, além do
"Para Viver um Grande Amor".


4º Caderno do "Correio da Manhã" de 18/11/1962
convocando para a festa a se realizar no Clube
Marimbás de Copacabana no dia 26/11/1962.


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

"Poesias Escolhidas" - Manuel Bandeira (1937)

As "Poesias Escolhidas" já foram anteriormente desfiladas no Blog mas aproveito a aquisição deste exemplar, autografado e dedicado, para publicar mais algumas imagens da obra.

A seleção deste livro teve "a mão" de Mario de Andrade, que opinou com influência e norteou Manuel Bandeira na escolha das poesias publicadas.

Livro foi editado pela Civilização Brasileira Editora S.A em 1937 e foi impressa nas gráficas dos Irmãos Pongetti, com tiragem de 1000 exemplares em papel Bouffant e mais 10 em papel Ingres. Capa da obra foi desenhada por Joanita Blank, querida amiga do poeta.

Este exemplar foi autografado e dedicado para um amigo que não fui capaz de decifrar (agradeço se algum leitor puder dar um feedback a respeito), localizado e datado: Rio, 1937.

Capa da obra.

Detalhe da capa de Joanita Blank.


Dedicatória de Manuel Bandeira para um
amigo não identificado.

Dedicatória de Manuel Bandeira na folha de
ante-rosto.

Folha de rosto da obra.

Obras de Manuel Bandeira até o momento.


Primeiro poema do livro.

Interessante desenho encontrado neste exemplar.

Justificação da tiragem.

"Poèmes" - Manuel Bandeira (1960)

Trata-se de um belo livrinho (19 X 12,5cm e 57 páginas), de capa dura editorial, publicado na França pela Pierre Seguers Éditeur, Paris. Livro foi impresso em 1960 e teve prefácio do critico literário Brasileiro, nascido na Austria, Otto Maria Carpeaux. 

O exemplar em minha coleção foi autografado por Manuel Bandeira e dedicado para Luis Annibal Falcão, tradutor da maioria dos poemas de Bandeira nesta obra, localizado e datado: Rio, 1960.

Capa dura editoria

Detalhe da capa


Dedicatória de Manuel Bandeira para o
tradutor da obra Luis Annibal Falcão.


Folha de rosto


Prefácio de Otto Maria Carpeaux

Detalhe do prefácio.

Poema "Irene no Céu" traduzido para Francês

Justificação da impressão.

Nota explicativa da tradução.

Credito para o tradutor Luis Annibal Falcão.

Contra capa da obra.

Detalhe da lombada.



segunda-feira, 8 de agosto de 2016

"Contos de Aprendiz" - Carlos Drummond de Andrade (1951) Exemplar com dedicatória.

Esta "postagem" retorna a um exemplar dos "Contos de Aprendiz", já apresentado neste Blog, em consideração e respeito a dedicatória. Reunião de contos de Carlos Drummond de Andrade, editada pela José Olympio em Março de 1951, incluindo o famoso conto "O Gerente", antes publicado em 1945 no formato plaquete com tiragem bastante reduzida.

Exemplar aqui fotografado foi dedicado para o Jornalista, Desenhista, Gravador e Crítico de Arte Arnaldo Pedroso D'horta, vencedor em 1953 do prêmio de melhor desenhista Nacional na 2º Bienal Internacional de São Paulo. Em 1954 o dedicado publica o notório álbum "20 Desenhos de Esqueletos de Animais", com apresentação do crítico de arte Lourival Gomes Machado.