domingo, 28 de fevereiro de 2016

"A Rua dos Cataventos" - Mario Quintana (1940)

Homenagem do Blog ao Gaúcho Mario Quintana que sempre trouxe lirismo comovente ao cotidiano mais simples. Tenho grande apreço e algumas primeiras edições de Mario Quintana em minha coleção. Este é o primeiro livro de Quintana, editado pela Editora Globo de Porto Alegre no ano de 1940. Exemplar autografado e dedicado para o ensaísta e poeta gaúcho Valdemar de Vasconcelos.



Capa da primeira edição.



Dedicatória de Mario Quintana para o
poeta Valdemar de Vasconcellos.






Contracapa

Livro do poeta Valdemar de Vasconcelos, para
quem Mario Quintana dedicou este exemplar.

"Universo em Desencanto" (1974) Autografado e Dedicado por Tim Maia

Em meados de 1975, Tim Maia estava envolvido com a seita da cultura racional "Universo em Desencanto" e minha Avó era sua vizinha e consultora quanto a criação de Pastores Alemães. Morávamos na Rua Vitória Régia, uma ladeira na Lagoa-Rio de Janeiro, aonde nosso vizinho "Tim Maia" nunca terminou sua casa e em cujos escombros adaptou local de ensaios e canil. A localização da casa batizou a banda "Vitória Régia". Um dia ele caminhou até nossa casa e presenteou minha Avó com esta edição autografada e dedicada do "Universo em Desencanto". 

Dedicatória: "Para minha vizinha, com carinho Tim Maia"

Homenageio o grande Tim Maia e coloco este livro (leia-se sua dedicatória) entre os livros mais queridos de minha coleção e apresento aqui no Blog, seguro que Drummond e Bandeira aprovam a companhia. 



Dedicatória de Tim Maia.



Foto de época, tirada em uma curva da Rua Vitória Régia,
que batizou a banda de Tim Maia. A dedicatória deste
exemplar foi autografada em data bastante próxima a
esta foto.
Crédito da imagem: Website papodehomem.com.br e,
segundo o site, a mesma foi publicada na revista Pop
em Janeiro de 1975.



sábado, 27 de fevereiro de 2016

"O Observador no Escritório" - Carlos Drummond de Andrade (1985)

Este livro deveria ter sido postado entre as primeiras postagens deste Blog, pois foi através de sua leitura que encontrei Drummond. Uma deliciosa narrativa, na forma de diário, que acompanha 4 décadas do cotidiano político, social e cultural do Brasil. A prosa de Carlos Drummond de Andrade leva o leitor a um delicioso exercício de nostalgia. Leitura obrigatória dos 14 aos 114 anos de idade.

O exemplar em minha coleção foi dedicado para: "Lucia, amiga querida, com o melhor abraço do Carlos" (I. XII. 85).


Capa da obra.

Dedicatória autografada de
Carlos Drummond de Andrade


Detalhe da lombada.


Folha de rosto.

Drummond justifica o livro.

Detalhe tipográfico.

Contracapa.






"A Paixão Medida" - Carlos Drummond de Andrade (1980)

Primeira edição comercial do título, que havia sido editado anteriormente, na forma de edição de arte pela Edições Alumbramento, com tiragem limitada a 643 exemplares, composta por cadernos soltos acondicionados em capa cartonada, com desenhos de Emeric Marcier. Esta edição da Livraria José Olympio Editora é a primeira no formato livro, com desenhos de Trimano e adição de 6 poemas novos que não faziam parte da edição artística anterior.











quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

"Nova Reunião - 19 livros de Poesia" - Carlos Drummond de Andrade (1983)

Em 1983 a José Olympio Editora compila 19 livros de poesia de Drummond em 2 volumes chamados "Nova Reunião". A primeira edição da "Reunião" foi editada em 1969, em volume único, e reunia 10 livros de poesia. Nos anos 70 novas edições foram lançadas pela José Olympio. 

Tenho dois exemplares em minha coleção, o primeiro tem uma dedicatória autografada muito especial de José Olympio Pereira, responsável por editar o maior numero de livros de Carlos Drummond de Andrade, e o segundo, a ingressar o acervo do qual tenho custódia, é dedicado para Cecília e Gastão em verso:
"A Cecília e Gastão, unidos também no meu afeto e na minha admiração, o abraço do velho Carlos".



Capa do primeiro volume da nova reunião.

Capa do segundo volume.

Detalhe das lombadas.


Dedicatória de José Olympio Pereira, Editor
que lançou o maior número de livros de
Carlos Drummond de Andrade.

Simpática dedicatória em verso de
Carlos Drummond de Andrade.

Bico de pena.

Folha de rosto do primeiro volume.


Contracapa do Volume 1.

Contracapa do Volume 2.


terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

"Colóquio Unilateralmente Sentimental" - Manuel Bandeira (1968)

Crônicas de Manuel Bandeira editadas pela Distribuidora Record em 1968. Destaque para a homenagem aos 60 anos de Carlos Drummond de Andrade: "O POETA FAZ SESSENT'ANOS", contendo a "Balada em louvor de Carlos Drummond de Andrade".