domingo, 26 de fevereiro de 2017

"Amar se aprende amando" - Carlos Drummond de Andrade (1985)

"Amar se aprende amando" foi lançado, em primeira edição pela Editora Record em 1985, com 178 páginas de deliciosas poesias cotidianas que retratam com grandeza as pequenas coisas da vida. Segundo Ivan Junqueira, que explica o livro de forma magistral, usando suas "orelhas": "Drummond se debruça aqui sobre as coisas miúdas, humílimas até e quase anônimas da multiforme floração cotidiana, encordoando outra vez uma viola que a muito tempo silenciara". 

O exemplar em minha coleção foi dedicado e autografado para: "Nilcéa, com o velho carinho do Carlos". Trata-se de Nilcéa Roma, para quem Drummond havia dedicado o exemplar número 2, de uma tiragem de 150 exemplares, do livro "Sentimento do Mundo" (vide post neste blog).


Capa do livro "Amar se aprende amando" de
Carlos Drummond de Andrade

Detalhe da ilustração de capa.


Detalhe da lombada.

Folha de rosto.

Dedicatória de Carlos Drummond de Andrade
para Nilcéa. 45 anos atrás, o Poeta já havia
dedicado uma obra para Nilcéa. Vejam o post
"Sentimento do Mundo" nest Blog.


Detalhe tipográfico do livro.

Contra-capa de "Amar se aprende amando"

Poesia da contra-capa.

Fotografia de Drummond na contra-capa

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

"O Pipoqueiro da Esquina" - Drummond & Ziraldo (1981)

As "Pipocas" de Carlos Drummond de Andrade eram os pequenos registros de fatos politicos e sociais, acontecidos no Brasil, que o Poeta inseria em sua coluna do "Caderno B" no Jornal do Brasil. Ziraldo, com o apoio da turma do Pasquim, resolveu ilustrar o que ele definia como: Charge de Dicionário. Foram selecionadas então cem "pipocas", que retratavam o Brasil entre Maio de 1979 e Março de 1981, para serem ilustradas pelo traço de Ziraldo,  descrito nas palavras de Drummond como: "Um traço bisturi, relâmpago, raio laser...".

Esta união de texto e traço foi lançada em 1981 pela Editora Codecri, tendo Jaguar como editor. Millor Fernandes apresenta o livro (nas orelhas) de forma deliciosa com o título de "Pipocando".

O exemplar em minha coleção foi dedicado por Escritor e Ilustrador para "Cláudia", com sugestivo desenho de Ziraldo e simpática dedicatória de Drummond: "Para Cláudia, cordialmente, abraços e Pipoca".

Capa do "O Pipoqueiro da Esquina".

Editado pelo Jaguar.

Detalhe do "Pasquim" no canto superior
direito da capa.

Contra-capa do livro.

Introdução de Millor Fernandes nas orelhas.

Uma das "charges" do livro.

Detalhe da lombada.

Caricatura de Drummond, por ele mesmo.

Foto dos autores na contra-capa.

Carlos Drummond de Andrade justifica.

Dedicatória de Drummond & Ziraldo para:
Cláudia.



Ziraldo justifica a obra.

Página de rosto.